PLUGAÇÃO

SALA DE REBOCO

PB é o 12º no Brasil com mais crimes sexuais contra crianças


PB é o 12º no Brasil com mais crimes sexuais contra crianças

De acordo com dados do Dique 100, a Paraíba foi o 12º estado com mais denúncias de crimes sexuais contra menores de idade em 2016, totalizando 571 denúncias. Nos dados do Disque 100, em 2016, a Paraíba contabilizou 382 denúncias por abuso sexual; uma por estupro; 148 por exploração sexual; duas por exploração sexual no turismo; dez de grooming (tentativa do adulto para conquistar a confiança da vítima); sete de pornografia infantil; oito de sexting (divulgação de conteúdo por meio de celulares); e 13 denúncias com referências a outras ocorrências.

De acordo com a delegada de Repressão aos Crimes Contra a Infância e a Juventude de João Pessoa, Joana Darc, grande parte dos crimes sexuais envolvendo crianças e adolescentes são praticados dentro de casa, por pessoas de confiança da vítima como pais e padrastos.

“Diferente do que a sociedade pensa, que o estupro contra menores acontece no meio da rua, temos observado muitos crimes dentro do lar da vítima, crimes cometidos por pessoas que seriam de confiança da vítima e que convivem diariamente com ela, como pais e padrastos. E isso quando acontece, quando é uma pessoa de confiança, é um choque para a família e principalmente para a vítima”, contou a delegada.

A delegada também afirmou que em casos onde a vítima more com o suspeito do crime, ele não tenha sido detido ou esteja foragido, a criança ou adolescente pode ser encaminhada ao Ministério Público da Paraíba (MPPB) ou Conselho Tutelar para que providenciem um local seguro.

De acordo com a delegada Joana Darc, os pais devem estar atentos e acompanhar as atividades das crianças e dos adolescentes para prevenir possíveis abusos sexuais.  Segundo dados da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos, o Disque 100 recebeu mais de 37 mil casos de denúncias de violência sexual na faixa etária de 0 a 18 anos, o que corresponde a 10% das ligações feitas à central telefônica.

Ainda segundo a Ouvidoria, a maior parte das vítimas de abuso sexual contra menores são meninas, 67,69%. Já os meninos representam 16,52% das vítimas. Além disso, cerca de 40% dos casos são cometidos contra crianças entre zero e os 11 anos.